Classificação

 

Classificação das maloclusões

(mal + oclusão), malposição dos dentes tal que prejudica a mastigação eficiente por falta de contato entre os dentes opostos e correspondentes – MICHAELIS Moderno dicionário da língua
portuguesa. WEISZFLOG, Walter, editor: São Paulo: Melhoramentos, 1998, p.1304. (2267p.)

 

Exemplificaremos as mais simples e comuns, pois a variabilidade é muito grande envolvendo crianças, adolescentes e adultos. Podem ser esqueléticas e/ou dentárias, que acometem nas três dimensões do crânio. Por isso torna-se importante um exame e diagnóstico apurado.

 

 

 

PROBLEMAS ÂNTERO-POSTERIORES

 

CLASSE I

Sendo a mais comum entre todas as classes, esta é principalmente limitada aos incisivos e é quando a posição relativa das arcadas dentárias é normal mesio-distalmente, embora um ou mais dentes possam estar em oclusão lingual ou vestibular, variando da simples alteração no posicionamento de um incisivo, até o mais
complexo.

CLASSE II

As relações relativas mésio-distais das arcadas dentárias são anormais; todos os dentes
inferiores ocluindo distais ao normal, produzindo desarmonia muito marcante na região incisiva e nas
linhas faciais.
Nesta Classe há duas divisões, cada uma possuindo uma subdivisão.
A Classe II, 1ª divisão ou divisão 1, é caracterizada por um estreitamento da arcada superior, incisivos superiores em
labioversão, acompanhados por função anormal dos lábios e alguma forma de obstrução nasal e
respiração predominantemente bucal.
As características gerais da sub-divisão são as mesmas da 1ª divisão, onde apenas uma das
metades laterais está em oclusão distal, sendo a relação da outra metade lateral normal. O indivíduo
apresenta, também, respiração predominantemente bucal.
A 2ª divisão ou divisão 2, é caracterizada por um menor estreitamento da arcada superior,
inclinação lingual dos incisivos superiores, e por maior ou menor apinhamento dos mesmos.
Geralmente está associado com função nasal labial normais. A Classe II, divisão 2, também tem
uma sub-divisão. Uma das metades laterais está em oclusão distal e a outra metade lateral em
Classe I.

CLASSE III
A relação dos maxilares é anormal, todos os dentes inferiores ocluindo mesialmente à relação
normal na largura de um pré-molar ou até mesmo mais que um pré-molar, em casos extremos. A
disposição dos dentes das arcadas varia grandemente nesta Classe, desde um alinhamento
razoável até um considerável apinhamento, especialmente na arcada superior. Há, geralmente, uma
inclinação lingual dos incisivos e caninos inferiores.
A desarmonia no tamanho das arcadas deve-se, geralmente, ao desenvolvimento pouco
harmonioso dos ossos maxilares. Em todos os casos de maloclusão pertencendo a esta Classe, a
desfiguração das linhas faciais é mais notável, chegando em alguns casos a deformidades muito
pronunciadas.
A Classe III também possui uma subdivisão, cujas características gerais são as mesmas que as
da Classe principal, onde uma das metades laterais apenas está em oclusão mesial, a outra metadelateral sendo normal.

 

PROBLEMAS TRANSVERSAIS

 

DEFISCIÊNCIA TRANSVERSAL

Quando existe uma alteração no posicionamento,  por crescimento anormal do osso ou por posicionamento dentário no sentido lateral. Acomete um ou dois lados e também em uma ou nas duas arcadas dentárias. Pode ser de origem genética, hábitos ou uma respiração anormal por exemplo.

 

 

MORDIDA CRUZADA POSTERIOR

Pode ser dentária ou óssea, unilateral ou bilateral, em idades precoces ou adulta. Quando presente somente em um dos lados, reflete geralmente uma mastigação unilateral, promovendo um exercício distribuído de forma inadequada, sobrecarregando musculatura, inervações, osso, dentes e todo complexo de forma a trazer muitas vezes prejuízos (como se fosse na academia e exercitasse somente um dos braços). Quando em idades tenras, colabora por desenvolvimento de assimetrias e alteração de respiração, ficando como chamam de “rosto torto”.

 

 

PROBLEMAS VERTICAIS

 

MORDIDA ABERTA

A mordida aberta é um tipo de maloclusão que corresponde à ausência de contacto entre os dentes superiores e inferiores.

Esta ausência de contacto pode verificar-se tanto nos dentes anteriores (dentes da frente), como nos dentes posteriores (dentes de trás). Pode ainda ocorrer apenas de um lado (mordida aberta unilateral) ou de ambos os lados (mordida aberta bilateral), e pode verificar-se quer em crianças e adolescentes, ou no adulto.

 

MORDIDA PROFUNDA

Ocorre um trespasse no sentido vertical, onde geralmente os dentes anteriores superiores, ficam sobre os inferiores, tampando parcialmente ou totalmente (normal em torno de 2mm). A estética fica comprometida, e normalmente atrapalha os movimentos normais de mastigação, pois o osso móvel inferior (mandíbula), precisa de liberdade de movimentação para trabalhar de forma correta. Em idades precoces, atrapalha esse crescimento para frente da mandíbula e em idades adultas, pode acometer por dores musculares e/ou articulares que incomodam muito.

 

 

APINHAMENTO DENTÁRIO

Falta de espaço para os dentes dentro da base óssea. Pode ser em decorrência de dentes grandes e osso pequeno, falta de desenvolvimento da base óssea por algum problema funcional, perdas precoces de dentes de leite.

 

 

Durante a infância, é comum que a criança experimente diversas mudanças devido
ao crescimento, sendo necessário observá-las com muita atenção!
Esta é uma fase crítica na formação da face.

 

 

A arcada dentária decídua é composta de 20 dentes –
10 no arco superior e 10 no arco inferior.

 

BUY NOW